Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

12
Mar 09

Qual a sua opinião sobre o novo candidato à Câmara de Viana do Alentejo? Como avalia o discurso apresentado? Comente.

publicado por polvorosa às 00:04

qual discurso?ele discursou?ou leu um discurso preparado previamente por alguem?
o Estevão pereira não precisa disso, sobe ao palco e as palavras vão simplesmente fluindo.
ainda tem que comer algumas açordas para poder debater-se com o adversario... boa sorte para todos e venha quem vier faça um bom trabalho.
anonimo a 12 de Março de 2009 às 11:58

ao anonimo das 11:58 tomara tu seres metade como ele.
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 17:21

Também era o que faltava que depois de 16 anos de tarimba o homem (Estêvão), não fosse capaz de fazer um discurso de improviso. E diz-se de improviso para diferenciar do outro tipo de discurso que é preparado e lido. A fluidez virá com a prática, não tenho dúvidas disso. Mas o concelho não precisa de bem falantes e fala baratos, precisa sim é de pessoas com capacidades de gestão, e é aí que entra o Senhor Bernardino Bengalinha.
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 17:58

O meu comentário ao discurso o sr.Bernardino Pinto é o seguinte:
Se me tivessem colocado o discurso num pequeno texto á frente sem que eu soubesse de que partido era, e do que se tratava, eu diria.
Pessoa que se quer candidatar a um cargo politico. Frases mais que gastas, do género eu não preciso disto mas estou preocupado com as populações e por isso estou disponível. Enfim Tudo mais do mesmo.
Um pequeno concelho. Façam um programa eleitoral que possa ser cumprido e não na linha do actual executivo autarca, muito menos na linha do vosso grande mentor Eng. José Sócrates
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 15:18

Amigo. só tens que dar as tuas ideias e algum trabalho tb.
O MOVIMENTO esoera por TI.
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 15:27

Não sei se seremos amigos. porque não o conheço.
Tenho de facto amigos dentro do movimento há mais de 35 anos, no entanto será sempre muito difícil para mim fazer parte de um qualquer Movimento liderado pelo PS.
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 16:07

Os interesses do Concelho estão, ou deveriam estar à frente dessas politiquices. Não é por acaso que nas autárquicas as pessoas dizem que vão votar no fulano A ou B e não dizem que vão votar no PC, PS ou no PSD. Mas é natural que não havendo argumentos para defender a lastimosa situação a que se chegou se adoptem estes argumentos. Como diz o povo é como "comparar o olho do cu com a feira de Castro"
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 17:50

Se demos o benefício da dúvida ao Estêvão durante 16 anos e veja-se ao que isto chegou, porque não dá-lo também ao Bengalinha? Ou haverá alguma coisa de perverso na alternância democrática?
Esse tipo de conversa do Sócrates está mais que gasta, ele é tanto o mentor dos apoiantes desta candidatura como o Marx é o mentor do nosso Presidente da Câmara ou do Presidente da Assembleia Municipal, este último, o vosso grande Richelieu!
g a 12 de Março de 2009 às 18:35

Foi uma boa medida esta de limitar os comentários assim não se diz mal dos vossos, só dos outros e ai é á fartazana. Se calhar sou eu que estou a ver mal. Estas referencias ao Presidente da Câmara e da Assembleia Municipal entre outros não são nada ofensivas, claro que não. Se fosse ao contrário havia d ser bonito.
Anónimo a 13 de Março de 2009 às 10:08

nao podia estar mais de acordo com este comentador.
foi necessario começarem a falar mal dos candiadtos do ps para moderarem os comentarios, quando diziam tudo e mais alguma coisa dos comunistas nunca os moderaram.
bem pensado, mas a malta pode sempre comentar no parte no caixote.
anonimo a 13 de Março de 2009 às 15:25

Na minha opinião o discurso cumpriu o mínimo que se exigia. Não deslumbrou, mas também não desiludiu. Temo, no entanto, que para ganhar as eleições frente ao actual Presidente será preciso mais. Muito mais. Será necessário um discurso mais terra-à-terra que vá ao encontro das pessoas. É utópico pensar o contrário. Fica bem dizer que se vai ouvir as pessoas. Mas o que realmente importa é dizer às pessoas o que se vai fazer. Elas depois opinam, mas primeiro têm que ver um caminho, um trilho, um rumo. E obviamente que a nova estratégia a seguir tem que contrastar com a actual gestão camarária. Caso contrário, as pessoas não alteram o seu sentido de voto. O pensamento será sempre que, para ficar tudo na mesma, mais vale jogar pelo seguro e votar na continuidade. A mudança acarreta sempre o risco do desconhecido e é preciso muito mais motivação para alterar alguma coisa do que para lhe dar continuidade.
Para mim a única forma de alterar o estado de coisas passa por apresentar um modelo de desenvolvimento do concelho alternativo ao actual. A actual equipa optou por, deliberada ou acidentalmente, por em prática um modelo que se baseou no incentivo à construção de casas próprias em bairros residenciais e, ou mesmo tempo, a construção de parques industriais também eles maioritariamente constituídos por empresas ligadas à construção civil ou a ela associadas. Por uns tempos, tudo pareceu correr bem. Os jovens casais recorreram à banca, começaram a construir as suas casas, e toda a indústria ligada à construção civil (empreiteiros, carpinteiros, canalizadores, electricistas, etc ), assim como o comércio local, floresceu. Em muitos dos casos, os próprios donos das casas trabalharam directa ou indirectamente na sua construção. Obviamente que este não é um modelo de desenvolvimento sustentável porque a riqueza criada é artificial. O dinheiro que circulou não foi gerado por riqueza própria, foi sim EMPRESTADO pelos bancos. Bancos esses que mais tarde ou mais cedo cobram o empréstimo com juros… A crise acelerou a falência deste modelo, mas mesmo sem crise este modelo iriam sempre ruir porque no dia em que já não fosse necessário construir mais casas, acabavam-se os empréstimos, as empresas deixavam de ter trabalho, o desemprego disparava, o consumo diminuía e com isso também se afundava o comércio.
É uma alternativa a este modelo que quero ouvir dos candidatados às eleições ao concelho de Viana. Vão continuar a apostar neste modelo ou a solução passa por voltar novamente à agricultura? Ou será o turismo? Ou será posta em prática uma política de renovação do parque industrial com novas empresas que, de facto, possam trazer riqueza ao concelho? É isto que preciso de saber deste e de todos os outros candidatos ao concelho.
Só depois decidirei em quem votar.
Tarwin a 15 de Março de 2009 às 00:51

Se o Estevão for o candidato da CDU VÃO SER ENGOLIDOS GRANDES JACARÉS VAI AVER MUITA MALTA QUE NÃO TEM BARRIGA PARA TAMAHO BICHO.
MA LINGUA a 16 de Março de 2009 às 22:33

Para mim que apoio o Movimento, tanto se me dá que seja o Estêvão ou o Luís Miguel, mais aqueles que andaram a convidar e que toda a gente sabe quem são.
O Bengalinha vai fazer o seu trabalho serenamente com o apoio daqueles que estão fartos de ruas poeirentas e de um concelho em decomposição gestionária.
Vai ter o apoio daqueles que vêm o concelho a andar para trás, cujo principal responsável é o alcunhado engolidor de Jacarés.
Com tanta militância falhada e jantares sem comensais, acredito que começam a faltar crocodilos com esta seca danada.
Anónimo a 17 de Março de 2009 às 19:43

Preparem-se jacarés, fujam ! Segundo fonte segura o candidato da CDU é mesmo o Sr Estevão.
Anónimo a 20 de Março de 2009 às 20:55

Fujam que morrem atropelados, começaram as excursões higiénicas e almoçaradas, motor de desenvolvimento do concelho. Há dinheiro com fartura para encher a barriga à malta.
Anónimo a 21 de Março de 2009 às 00:00

Quais excursões higiénicas e quais almoçaradas?? Quem vai pagar??? O Zé Povinho???

Burro sou eu!!!
Burro sou eu!!! a 21 de Março de 2009 às 20:30

Não sei como se vão entender uns com os outros: Arquitecto, Fiscal ,Ex Assessor, Junta de Freguesia de Alcáçovas, Vereador e Vereadora mais os militantes que tiveram brigas com ele!!!!!!!!!!!!
Deve haver grandes guerras naquelas reuniões...... Eu nem quero ouvir, para isso vou deixar de passar àquela rua.
Segundo ouvi dizer, o Sr Presidente vai mostrar que não tem medo deles.
Burricalho a 21 de Março de 2009 às 00:29

Só espero é que quem ganhe estas autárquicas, independentemente do partido de que seja, faça alguma coisa por este município e não seja só arranjar tachos para os que são da sua cor!!!! Porque infelizmente é muito cão para o mesmo osso...
Anónimo a 21 de Março de 2009 às 20:54

pior que isso é que la vao uns quantos amigos dos srs ps ficar sem tacho...
ja andavam a fazer o biquinho o sacho pa ocuparem uns quantos lugares na câmara, mas parece-me que ainda nao e agora que o estevao de la sai...ih,ih,ih
anonimo a 22 de Março de 2009 às 18:32

Parece que o Sr. Presidente vendeu a Dr. preferida dele em troca de mais uma candidatura. Condição imposta pelo Ex. Assessor. Aquilo vai lindo vai.
Anónimo a 24 de Março de 2009 às 19:52

A drª vai de abalada???? Já se foram os " Anjos"
Zé BURRO a 25 de Março de 2009 às 23:15

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links