Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

26
Fev 09

 

[cortesia blogue Peixe Banana http://peixebanana.blogs.sapo.pt]

 

Quarto erro capital: Propaganda

 

Quarto erro capital. A propaganda eleitoralista dos eleitos pela CDU local feita com os impostos pagos por todos nós.

Ainda faltam oito meses para as eleições autárquicas, mas já vimos como esta máquina de esbanjar recursos humanos, materiais e financeiros em eleitoralismo puro e duro anda a gastar os impostos dos munícipes em fogos de artifícios,  festarolas por tudo e por nada, almoços e beberetes, passeatas absurdas, cartazes idiotas, obras desnecessárias, cabazes de não sei quê para não sei quem. Agora fiquei a saber que os nossos impostos até servem para pagar musicais, almoços, discoteca e bebidas no dia 7 de Março quando só no dia seguinte se assinala a efeméride! Estranha gestão.  

 

Alguns eleitos, até agora, andaram a "engonhar", tinham cálculos meramente com base no próprio calendário eleitoral. Não contaram com cidadãos activos e participativos, com listas de candidatos fortes. Ignorantemente não souberam prever a crise económica e social mais tarde ou cedo acabaria por cá chegar, pior, hoje não querem ver e aceitar que o mundo mudou muito e para novos problemas são necessárias novas soluções.

Agora, quase em desespero oferecem tudo a todos, lançam-se em ataques pessoais e boatos na Internet, usam os piores métodos de perseguição política, instalam uma cultura de medo nos trabalhadores e munícipes, não aceitam a diferença nem o pensamento contrário, agarram-se com unhas e dentes aos pequenos poderes.

Em três anos e quatro meses quase nada foi feito no concelho, esteve tudo parado "na mesma como a lesma". Subitamente até às eleições autárquicas, a pseudo-equipa eleita que se juntou na Câmara quer fazer tudo e mais alguma coisa, obras aqui e acolá, não poupando trabalhadores, aparências e artifícios para todos os lados, aproveitam o analfabetismo e a iliteracia de muitos populares, deixaram de ter acção para passar a ser reacção.

 

Lamento não haver mais seriedade na política. Se estas são as prioridades políticas e as escolhas para encaminhar os parcos recursos de um concelho pobre, muito mal vai esta gestão, na minha modesta opinião prioritária é a questão económica e a social, se depois disso sobrar recursos aí sim poder-se-á usá-los para fins recreativos. Os eleitos deviam ter mais responsabilidade em gerir com rigor e competência as políticas públicas, assim é um regabofe inaceitável.

Se isto não é eleitoralismo puro e duro da CDU de Viana do Alentejo então não sei o que será. Num ano desgraçado, dificuldades económicas extremas, com a miséria das famílias à vista, esbanjar os recursos económicos, fruto dos nossos impostos, com fins meramente eleitorais acho sempre uma má solução. Descartes era um grande filósofo, dizia que até pode haver muita vontade, mas se não houver entendimento não se chega nunca à razão.

Vamos ver se os próximos tempos confirmam ou não esta tese, por estes dias Viana do Alentejo não tem uma estratégia de desenvolvimento consistente, os cidadãos não se revêm naquelas práticas pouco democráticas, infelizmente acho que é desta que se vão os dedos e os anéis, lá se vai o futuro das gerações vindouras neste concelho. Por aqui, enquanto houver pão e circo, as hostes vão estando animadas e distraídas, como diz uma música do Sérgio Godinho "cá se vai andando com a cabeça entre as orelhas".         

publicado por polvorosa às 14:13

Enquanto em alcaçovas se constroem piscinas, em Aguiar por causa da construção de um tanque a gnr passa noites no antigo edificio da Cooperativa.
Gostaria de saber quem autorizou
( quem deu a chave para que esses senhores passsagem as noites no sotão desse edificio)
Não é dificil de saber quem tem a chave é a Junta de Freguesia de Aguiar, o Grupo desportivo e a associação de caçadores.
Quem deu a chave tem que pagar por isso o edificio é nosso

eu tenho vergonha a 26 de Fevereiro de 2009 às 20:59

Nosso, nosso de quem, das pessoas que ocuparam aquele terreno e construiram, da junta de freguesia, da Camara, como é possivel alguem ainda dizer que aquilo é nosso.
Nesta linha de pensamento qualquer dia chegam meia-duzia de pessoas á sua casa, você é posto na rua e essas pessoas comecam a dizer."isto é meu"
Anónimo a 26 de Fevereiro de 2009 às 21:50

Por acaso sabes o significado predial de "uso capeão", ou coisa que o valha... Procura saber e não digas disparates! Quando se pensa que se sabe tudo, as vezes não se sabe é nada de nada. Pra falar é preciso conhecer...
anonimo a 27 de Fevereiro de 2009 às 01:19

o uso deve ser provado e atestado, seguidamente deve ser registado numa conservatória do registo predial, se é o caso, já agora quem é o dono?
peixebanana a 27 de Fevereiro de 2009 às 02:18

Er.... Na verdade, seria usucapião... É um instituto de direito civil que permite àquele que detiver a posse mansa e pacífica sobre determinado bem móvel ou imóvel o direito de adquirir sua propriedade, tornando-se, assim, dono ou proprietário do bem. Segundo o atual código, vigem as seguintes regras para o direito de usucapir:

1) Aquele que, por quinze anos, sem interrupção, nem oposição, possuir como seu um imóvel, adquire-lhe a propriedade, independentemente de título e boa-fé (art. 1238). O prazo será de dez anos se o possuidor houver estabelecido no imóvel a sua moradia habitual, ou nele realizado obras ou serviços de caráter produtivo.

2) Aquele que, não sendo proprietário de imóvel rural ou urbano, possua como sua, por cinco anos ininterruptos, sem oposição, área de terra em zona rural não superior a cinqüenta hectares, tornando-a produtiva por seu trabalho ou de sua família, tendo nela sua moradia, adquirir-lhe-á a propriedade (art. 1239).

3) Aquele que possuir, como sua, área urbana de até duzentos e cinqüenta metros quadrados, por cinco anos ininterruptamente e sem oposição, utilizando-a para sua moradia ou de sua família, adquirir-lhe-á o domínio, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural (Art. 1.240)

4) Adquire também a propriedade do imóvel aquele que, contínua e incontestadamente, com justo título e boa-fé, o possuir por dez anos (Art. 1.242). Será de cinco anos o prazo previsto neste artigo se o imóvel houver sido adquirido, onerosamente, com base no registro constante do respectivo cartório, cancelada posteriormente, desde que os possuidores nele tiverem estabelecido a sua moradia, ou realizado investimentos de interesse social e econômico.

Essas são as regras principais que visam fazer prevalecer o princípio da função social da propriedade, ou seja, a propriedade privada dever ser protegida, porém deve atender ao seu fim social. Assim, um imóvel abandonado que está sendo útil, servindo de moradia à uma família, a esta deve pertencer...
Fonte(s):
LEI No 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 (Código Civil).

Não sei se serve, neste caso especifico não ajuda muito, mantenho a pergunta afinal quem é o dono?
Já agora a palavra correcta é USUCAPIÃO
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2009 às 16:36

Caro/a Polvrosa

Gande análise.

Como é logico nem metade do que foi prometido vai ser cumprido, e depois temos a velha questão, depressa e bem não há quem.

Abraço
peixebanana a 27 de Fevereiro de 2009 às 02:23

Os iluminados que descubram o dono... ahahah
O USUCAPIÃO era só pra vos ocupar na pesquisa ;-) mas obrigado por partilharem!
anonimo a 27 de Fevereiro de 2009 às 18:15

Começaram com estes textos mas depressa perderam o gáz. Apenas mantêm o mesmo titulo para dár a coerencia que há muito perderam. este texto é apenas um disparo a lado, para tenter evitar que se fale da verdadeira propaganda eleitoralista que o governo anda a fazer, a gastar 500.000€ com a apresentação de uma obra. Com a apresentação, não é a fazer a obra. Esta verdade também chega ao Concelho de viana mas os escribas do assalto ás autarquias de Viana tentam passar a responsabilidade aos outros. Eu se mandasse ia fazer um lançamento da 1ª pedra das piscinas de Alcaçovas com convidados e comes e bebes, como o governo e as Câmaras do PARTIDO SOCIALISTA ANDAM A FAZER COM COISA NENHUMA. Estes escrias, organizados, estão coordenadamente a fazer o tabalho sujo na internet, e em simultâneo armam-se em virgens pudicas quando se toca nalgum dos deles, como se os outros fossem todos maus e eles todos bons. Devem compreender que rapidamente ou outros tambem vão começar a escrever e depois logo se vê. Se pensam que têm toda a situação controlada estão obviamente enganados. E uma outra coisa. Bem se podem esforçar para dizer que não são socialistas, já ninguem os leva a serio.
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2009 às 19:08

1º Se essas apresentações das Estradas de Portugal custam essa exorbitância anunciada pelo PSD no parlamento sou dos primeiros a criticar e acho isso altamente incorrecto.
2.º Se olhar para o site da CM Viana do Alentejo perceberá a propaganda que por ali vai e notará ainda mais esse populismo em redor do líder eleito pela CDU se folhear o Boletim Municipal.
3.º Acho que é um direito e um dever que escrevam correctamente, com pés e cabeça na Internet. Já é tempo de deixar o ataque e a intriga pessoal alimentados em blogues nada condignos para um partido que está no poder local.
4.º Cada um vota no partido que bem quer e entende, em democracia é assim que funcionam as regras, não podemos ficar aborrecidos por este votar em a ou b, há que respeitar ideias e opiniões diferentes. Felizmente o voto é secreto e ainda há liberdade de expressão, apesar de muito condicionada, inclusivamente a nível local, esse tema também foi abordado no post.
polvorosa a 28 de Fevereiro de 2009 às 01:26

o Polvorosa segundo se ouve por aì aé quer ser o vereador eleito pelo PS nestas autarquicas.
ele que venha par vermos até onde vai a sua credibilidade.
até á data tem sido so palavras, vamos ver se depois as acç~es tambem chegam a Aguiar, ou se não passou disso mesmo...PALAVRAS... essas leva-as o vento
antigo socialista a 28 de Fevereiro de 2009 às 12:32

olhe que não, olhe que não... Este seu comentário chega a roçar o cómico.
Vamos conhecer e ouvir no próximo sábado - 7 de Março - o honesto, trabalhador e competente cabeça de lista do Movimento.
polvorosa a 1 de Março de 2009 às 00:39

Sr. Polvorosa, se a Câmara anda a esbanjar dinheiro, e se a prioridade é a questão economica e social ( e é, sem sombra de duvida), pergunto-lhe como acha que se deveria investir nessas áreas?? Que medidas concretas tomaria o Sr. para gerir com mais rigor as finanças da Câmara?? Já pensou nisso??
Já discutiram esse assunto naquelas reuniões temáticas, tidas em espaço hibrido, como são as ideias socialistas ( tão bem aplicadas pelo Socrates neste país com a mais elevado taxa de desemprego dos últimos 20 anos), e tão bem documentadas pela objectiva do Sr. Potes Pacheco??
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 00:07

Pode sempre aparecer nas nossas reuniões temáticas, será sempre bem-vindo. Aceitamos os contributos de todos para construirmos um bom programa eleitoral.
O que está em causa no concelho é o poder autocrático da maioria. Vós sois o governo e nós a oposição ou o lema, trabalho, honestidade e competência já não dá para potenciar a vosso orgulho como autarcas.
Têm tanto medo das ruas esburacadas e poeirentas que não arranjam, que é preciso ir pedir ajuda aos “malefícios” do Sócrates para esconder a vossa estagnação como poder local.
Mostrem o vosso trabalho, tenham coragem. Olho, olho e volto a olhar e só vejo poeira naquela miserável “avenida” da escola que dá acesso ao complexo da quinta da Joana.

José Luís Potes Pacheco
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 00:36

Já pensei sim Sr.(a).
Como cidadão independente, dei o meu contributo para o Movimento "Unidos pelo Concelho de Viana do Alentejo", movimento apoiado pelo Partido Socialista.
polvorosa a 28 de Fevereiro de 2009 às 01:36

Isso já nós sabemos. Os seus contributos vão para o mesmo sitio em que o Socrates meteu o Socialismo, dentro do saco onde todos os gatos assanhados de arranham e mordem. Há um nivel, dentro em breve, em que os Srs terão que sair de trás dos computadores e ir para a rua falar com as pessoas, dar a cara, ouvir e ver os outros. Vão sair da sala branca e mostrar quantos afinal são. Nós já sabemos e vocês também, apesar de insistirem na ilusão. Venham lá para a rua. Vamos discutir ideias, projectos, personalidades e condições para levar por diante um projecto credivel. Nós só estamos á vossa espera para avançar. A partir de dia 8 teremos um rosto para "dialogar" e não apenas um ecrâ de computador. Venha de lá que estamos "ansiosos" por "desvendar o mistério".
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 01:59

Não sou nenhum político profissional, bem pelo contrário, sou um cidadão completamente independente que quer o melhor para o local onde vive.
Este movimento "Unidos pelo Concelho de Viana do Alentejo" parece-me neste momento o melhor para o futuro do concelho. Sem que nada o indique, até pode ser que surja entretanto um projecto ainda melhor, com políticas, práticas diferentes e pessoas novas, estou a aguardar para me poder pronunciar.
A dinâmica já começou no Jantar do Monte do Sobral onde reuniu 200 pessoas e no dia 7 de Março acho que vai ter mais um episódio, mesmo contra ventos e marés da propaganda eleitoralista da CDU Viana do Alentejo que chamei a atenção no post.
polvorosa a 28 de Fevereiro de 2009 às 09:14

Especialmente ao comentador de 28 de Fevereiro de 2009 às 01:59 e também ao séquito dos interesses instalados que por aí anda pelos blogues, colado ao GOVERNO DA AUTARQUIA.

Muito obrigado pela delicadeza, ainda bem que estão à nossa espera para avançar, é uma atitude que já vai sendo hábito. Aliás no trabalho autárquico é o que têm feito, sempre atrás da iniciativa de outras Câmaras para avançarem. No dia 8 o Movimento já tem um rosto, mas quem define a nossa agenda política e os avanços ou recuos somos nós e não os senhores. Sem preconceitos, sabemos muito bem utilizar tácticas “revolucionárias”, a dinâmica de avanços e recuos, objectivando sempre que a nossa mensagem chegue ao maior número de pessoas.
Não utilizamos as tácticas pidescas, a coberto do anonimato, lançando bocas de que o movimento, sob a sigla doo PS, quando ganhar vai prejudicar este ou aquele. A pergunta fica: enquanto autarcas têm tratado todos por igual em situações iguais?

O vosso trabalho de rua e dar a cara conhecemo-lo muito bem: consiste em utilizar os meios da Autarquia, pagando umas festas e umas passeatas, para de seguida fazerem a vossa propaganda nesses ajuntamentos, em que as muitas das pessoas presentes fazem o frete de ouvir e aplaudir. É esse o “trabalho de rua” que os senhores só sabem fazer, não vivenciaram nem aprenderam mais nada.
Por isso estejam descansados que nós sabemos fazer muito bem o nosso trabalho, dando a cara detrás de um computador, na rua ou noutro local qualquer, com humildade mas com determinação, na hora e no local que nós entendermos.
Sabemos muito bem o que os senhores pretendem fazer a seguir ao dia 8, mas terão necessariamente que rever a táctica porque nós não somos vossos criados.

José Luís Potes Pacheco
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 11:23

Valente Potes!!!!
Façam um trabalho com honestidade de modo que as pessoas vejam a diferença.
O ter a sigla do PS é coisa menos importante, porque há partidos como a CDU que até deixaram de usar a FOICE e o MARTELO. Eram utensílios de quem trabalhava.
Tornado a 1 de Março de 2009 às 00:21

Se o PS e o Sócrates meteram o Socialismo na gaveta - pergunta - em que buraco é que o Cardeal de Richelieu e a sua marioneta, Luís XIII meteram o comunismo?
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 13:10

O Sr Potes Pacheco parece mesmo perturbado, com coceira nas pontas dos dedos, nervoso na análise, taticista na resposta. Deve ser pela próximidade da dona Fernanda Ramos que assim fica. Na verdade, está cada vez mais a revelar-se e aquela certeza de toda a segurança apenas serve para (tentar) disfarçar todo o incomodo que sente e está cada vez mais consciente daquilo em que se meteu. Apesar da vontade de voltar para tráz, agora que chamou outros, já não o pode fazer. Vai continuar em frente e daqui a pouco tempo vai olhar para o lado e não vai ver ninguêm. Olha para tráz e verá exactamente os mesmos. Terá que ter pacicencia sr pacheco. Quando escreve, quando assina e quando não assina, não se esqueça que o Sr também faz parte dessa vil classe que em 4 anos tem sido perseguida pelo Governo Socialista, os funcionarios publicos. Olhe para o lado, abra os olhos. Tome real ,noção daquilo que o cerca.
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 23:48

Mas que democracia há neste Concelho.
Na minha opinião a CDU fazia melhor estar calada do que fazer ataques a tudo e a todos.
Assim, estão demonstrando que lutam pelo PODER. O POVO é que decide. Façam mais dessas e verão o que lhes calha na rifa. Continuando assim até eu não voto em vcs.
Acho que já não acredito em ninguém
Anónimo a 1 de Março de 2009 às 00:16

Da CDU tudo se pode dizer. Do PS nada se pode dizer que não seja logo ataques pessoais. A CDU jamais estará calada. O seu voto nunca foi da CDU e sem ele não estamos a perder nada porque nunca o tivemos. Fica mais uma tentativa (falhada) de vitimização que não convence ninguêm. O Pacheco assina quando ataca os outros e esconde-se quando se quer fazer de coitadinho. Querem mais ataques pessoais que aqueles que ao longo de 4 anos foram feitos no blog VIANAETAL aos eleitos no poder local e principalmente ao presidente da cãmara? Querem mais ataques pessoais que estes que continuamente são feitos neste e noutros blogs? Então só doi quando nos toca a nós? Meter o dedo na ferida não saõ ataques pessoais mas temos que perguntar aos socialistas do concelho a sua posição (tantas vezes perguntada e nunca respondida) sobre o ic33 e o SAP do sentro de saude, sobre o n~ºao haver cartão do cidadão em viana, por o palacio das alcaçovas estar como está. Os socialistas de cá têm opinião sobre estas coisas? Parece que não isto não deve ser importante para os vianenses.
Anónimo a 1 de Março de 2009 às 01:31

Ao comentador anónimo de 1 de Março de 2009 às 01:31 respondo-lhe a minha posição relativa às questões que colocou “Sobre o ic33 e o SAP do centro de saúde, sobre o cartão do cidadão em Viana, por o palácio das Alcáçovas estar como está.”

Para que fique bem claro, o Pacheco, tal como a grande maioria das pessoas residentes neste concelho, quer:
1- Que a obra do IC33 seja realizada o mais depressa possível;
2 – Que o Centro de Saúde, agora que tem umas instalações de excelência, sirva a sua população de acordo com as necessidades;
3 – Que seja possível criar as condições para que todos possamos tirar o cartão de cidadão;
4 – Que o Palácio de Alcáçovas seja recuperado o mais cedo possível.

Também queria que o Convento de Viana não tivesse chegado ao estado em que está.
Depois de tantas Câmaras PCP terem omitido os roubos sucessivos efectuados no seu interior, pelo menos que tivesse promovido a colocação de uma cobertura provisória sobre o mesmo, para que a chuva não entrasse no seu interior.
Neste caso, muito recentemente, teve oportunidade de comprar a parte mais importante do Convento, deixando-se ultrapassar por um particular, cujo custo rondou, ao que consta, cerca de 30 000 contos (150 000 €). Uma ninharia comparada com os investimentos efectuados pelo município.
Gostava que o jardim do Rossio, junto ao Convento, não estivesse tão abandonado, tal como alguns campos do Alentejo estavam quando foi o 25 de Abril. Se calhar terá que ser ocupado pela população e gerido por uma cooperativa, enquanto não muda a Câmara.
Também queria que a estrada do Outeiro, a cargo do município, fosse arranjada, bem com a maioria das ruas de Viana que estão uma vergonha.

Finalmente, que o almejado Pavilhão de Aguiar fosse construído no local escolhido pelos seus residentes.
Se for preciso debitar mais algumas coisas, relativas ao mau desempenho desta autarquia, a população tem em seu poder um dossier completo.

José Luís Potes Pacheco
Anónimo a 1 de Março de 2009 às 13:12

Então é o Sr. Pacheco o cabeça de lista do PS para a Câmara? Se é não respondeu mais do que generalidades grosseiras para as questões que foram colocadas. Não disse mais que uma qualquer pessoa anónima deste Concelho.
Se não é o Sr. o candidato do Partido Socialista para a Câmara, antes de tentar tapar o sol com a peneira, pergunte ao candidato o que é que ele pensa e poderá se calhar ficar mais esclarecido.
Quanto á sua BRILHANTE conclusão que as dificuldades em manter o secundário se devem (obviamente para si), a más politicas locais, como classifica o seu Concelho/autarca modelo de Portel, onde nem há secundário ? E em cuba e em tantos outros concelhos onde nunca sequer chegou a existir? A Quebra de natalidade é um fenómeno das sociedades ocidentais e no caso de Portugal ainda se sente mais em todo o interior do Pais. No Alentejo o nosso concelho ainda é uma excepção a essa realidade e com dificuldade, lá vão surgindo números animadores em relação há demografia. Mas esses, o Sr. quer ignorar. O que insistentemente tem feito é ENVIESAR a realidade para a levar para as suas ( que mais ninguém vê) conclusões.
Anónimo a 3 de Março de 2009 às 20:36

Informação de ultima Hora.
Através de fonte muito fidedigna chegou-me a seguinte informação.
O Papa Sardinhas vai ser candidato á Junta de Freguesia de Aguiar.
Anónimo a 2 de Março de 2009 às 15:47

Porque partido?
Anónimo a 2 de Março de 2009 às 16:01

bem podem continuar a atirar barro a parede.
anonimo a 2 de Março de 2009 às 17:27

pois é... finalmente começam a ouvir-se alguns nomes,cdu papa sardinhas;
ps para a câmara ouve-se que é o Paulo José Manzoupo, e pa Junta de Aguiar ja ouvi bués nomes entre eles o Miguel Sezões, Lenia Encarnação, Filipa Bento,Luis Pedro Morais entre ouitros que não acredito.
quem queria mudança é melhor orar uma orações ou por os neuronios em acçao e arranjar uma lista, porque com estes elementos vamos ter mais do mesmo.
ou seja uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma.
olha a olha venha o diabo e leve-os todos
independente a 3 de Março de 2009 às 11:32

Não vou votar no Má LINGUA pucha ,nem no FADISTA ,olha o meu,e no Estevão muito menos ,para a Camara só voto Luis Miguel e para a Junta Miguel Sezões.
rodolfo a 5 de Março de 2009 às 00:09

Sim, parece a noite da MÁ LÍNGUA.
Este pessoal afecto à CDU está com uma língua afiada.
Espantam os eleitores todos, depois ficam sem tacho.
Zé BURRO a 5 de Março de 2009 às 00:44

é de facto o pessoal da cdu que tem a lingua afiada, devem ter sido esses gajos pá que denegriram a imagem (pessoal) dos eleitos todos do concelho, de uma boa parte dos funcionarios da autarquia e de muitos outros que nem sequer são de um lado ou de outro.
o amigo tem é uma memoriazita de galinha, agora que se virou o feitiço contra o feiticeiro ja é má lingua.
tao e antes era o quÊ?
quanto ao sr.Miguel nada tenho contra o homem, até me parece ser uma mais valia, mas é para os comunistas porque pelo que se vê e se sabe nada fez.
podem vir muitos mais Migueis.
democratico a 5 de Março de 2009 às 11:53

Memória de galinha, não vamos ter, não sr.~
Não comeu comigo à mesma mesa para me ofender. Mantenha o respeito pelas pessoas, que lhe estão a dar o pão nosso de cada dia.
Lamento imenso tanta falta de personalidade e ao mesmo tempo falta de valores.
Os valores recebem-se quando somos pequenos, dados pelos nossos pais e avós. De certo que lhos transmitiram, só que não os praticou.

"Diz-me e eu esquecerei, ensina-me e eu lembrar-me-ei, envolve-me e eu aprenderei.”
(Provérbio chinês)


Anónimo a 5 de Março de 2009 às 20:13

se calhar ate lhe dei de comer.em termos de respeito parece que estamos muito iguais. a diferença é que voçê fala mal dos comunistas e eu dos socialistas.
tiram-se esse facto quem sabe se não seremos até grandes amigos.
anonimo a 5 de Março de 2009 às 20:30

ja agora qual foi a ofensa, que ate a data não percebi e ja reli o texto. cumprimentos pessoais
anonimo a 5 de Março de 2009 às 20:32

o meu voto e todos os de casa tambem vai po LUIS MIGUEL DUARTE, a 2 decadas que voto CDU, e ao contrario de muitos não vou virar casaca.
este ano gostava que ganha-se o ps so para acontecer como no tempo do sr.Aleixo, estarem mais uns bons anos sem la porem o CU.
sei que o actual eleito se tem esquecido um pouco de nos, mas podem ficar cientes que não é o Bengalinha que se vai lembrar, vocês ou nao conhecem bem as pessoas ou tem os neuronios adurmecidos.
parecem que acabaram de chegar de Marte.
ja agora um concelho pos comunistas-POMHAM LA O LUIS MIGUEL
Anonimo a 5 de Março de 2009 às 12:17

o meu amigo nao vota no ma lingua nem no luis miguel, vota miguel e bengalinha.
mas deixe-me lembra-lo duma pequena(grande) situação.
enquanto o ma lingua foi presidente de junta tivemos alguem que torceu sempre por nos, e enquanto o ma lingua e os comunistas tiveram no grupo desportivo tambem tivemos sempre grupo desportivo activo, quando la cairam os senhores do ps ardeu a tenda o malveira, não foi?
o temos agora?
nao pudemos lembrar so das coisas mas que as pessoas fizeram, temos que lembrar tambem o que fizeram de bem.
ja agora boa sorte, que bem precisam
anonimo a 6 de Março de 2009 às 16:13

outra vez o Miguel?porra cairem no mesmo erro duas vezes é dose.
no paulo tamem nao acredito que queira meter-se na boca do lobo.
e so a queimarem o desgraçado.
anonimo a 5 de Março de 2009 às 12:19

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links