Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

18
Fev 09

Ontem no Jornal da Noite, a SIC mostrou dois homens que na área metropolitana de Lisboa vivem em grutas. É chocante ver como no Século XXI, num país da União Europeia existem situações dramáticas deste tipo. A miséria humana está aí, as desigualdades são gritantes, muitos continuam a pavonear-se vaidosamente e ganaciosamente continuam a encher os bolsos à custa da desgraça alheia.

 

As instituições sem fins lucrativos e ONG's andam sem recursos, a sociedade tem dificuldades em responder a situações de emergência social grave, as empresas preocupam-se consigo mesmas esquecendo a responsabilidade social, o Estado perde-se em redes burocratas e em perdas de eficiência.

 

Será possível dormirmos descansados sabendo que existem à volta de 1200 pessoas sem-abrigo numa cidade dita cosmopolita como Lisboa? Em meio rural, a pobreza é mais envergonhada, mas também existe muita miséria e admira-me não haver soluções locais para enfrentar a crise económica e social. No meio desta turbulência pergunto a mim mesmo, quem são afinal os homens das cavernas?

publicado por polvorosa às 17:53

pois mas o governo ta muito mais preocupados com os gays e lesbicas doque com esses desgraçados.
anonimo a 18 de Fevereiro de 2009 às 21:58

E nós por cá com a miséria ao pé da porta, a Câmara prefere estafar o dinheiro e indo endividando o concelho com a loucura desprogramada de obras sem nexo, enquanto outros municípios respondem à crise:

“Câmara Municipal de Vidigueira anuncia “pacote anti-crise” de 12 milhões de euros

O município de Vidigueira anunciou, ontem, um pacote de medidas “anti-crise” no valor de 12 milhões de euros. A autarquia vai mobilizar 7,8 milhões de euros para medidas de apoio à economia local e 4,1 milhões de euros para o apoio social à comunidade. 70% das verbas são provenientes de diversos fundos de apoio e 30% do Orçamento municipal. A autarquia reforça para os 70 mil euros as verbas dirigidas ao FAME e ao PRIME. O desenvolvimento económico e a criação de emprego vão absorver 725 mil euros, a modernização administrativa e a dinamização do Gabinete de Apoio ao Empresário 80 mil euros, a formação profissional 100 mil euros e as obras estruturantes para o concelho 5,8 milhões de euros. Em matéria de apoio social às populações a Câmara vai investir 200 mil euros na comparticipação de medicamentos, na oferta de livros escolares, em bolsas de estudo, na comparticipação dos juros do crédito à habitação e no apoio a agregados familiares carenciados. A cooperação com as Instituições Sociais absorve 175 mil euros e a consolidação dos equipamentos sociais e desportivos 4,8 milhões de euros. Manuel Narra aponta como prioridades as medidas sociais e a construção de infra-estruturas como a rede viária, o Centro Multifacetado Novas Tecnologias; a Escola Básica 1; o posto de Protecção Civil; o lar de idosos e a ETAR de Selmes. O presidente da Câmara de Vidigueira pensa que os investimentos públicos vão “dinamizar a economia do concelho e proporcionar a criação de emprego e oportunidades de negócio”.

Manuel Narra defende que “deveria existir em Portugal uma articulação entre o poder central e o poder local de forma a que estes investimentos pudessem ser mais rentabilizados”. A grande capacidade de endividamento permite àquele município avançar com este pacote de medidas. O autarca assegura que “todos os dias tem pessoas no edifício da Câmara a relatarem as suas preocupações e a engrossarem o número de desempregados”.

O pacote de medidas vigorará entre 2009 e 2010. A Câmara de Vidigueira é o primeiro município do Baixo Alentejo a anunciar medidas concretas de combate à crise.”

http://www.radiopax.com:80/noticias.php?d=noticias&id=5146&c=1
Anónimo a 20 de Fevereiro de 2009 às 21:24

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links