Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

28
Jan 09

 

[cortesia Blogue Peixe Banana http://peixebanana.blogs.sapo.pt]

 

Segundo erro capital. Apoio Social.

 

O programa eleitoral da CDU nas Autárquicas de 2005 até agora não foi cumprido no que diz respeito à Política Social e Solidariedade. Vamos por partes. 

 

1.ª parte: o programa eleitoral que não se cumpre

"Aprofundar a intervenção do município na área social, valorizando o existente e estudando novas formas de intervenção dentro das competências das autarquias".

Aqui não se interessou pelo arrendamento jovem, pela descentralização de competências na educação, pelo apoio à banda larga a famílias mais pobres, imagine-se, nem sequer tem um Plano de Desenvolvimento Social nem Plano de Acção no âmbito da Rede Social! 

 

"Continuar a reivindicar a construção da creche de Aguiar".

Alguém sabe dizer quando abre a creche de Aguiar? Entretanto o que é que as famílias fazem às crianças? Da Câmara Municipal nem uma palavra, estupendo!

 

"Candidatar o concelho a programas de apoio social financiados pelo poder central e que possam levar à diminuição das desigualdades e carências sociais".

Não conheço aqui em Viana nenhum "programa de apoio social para diminuir as desigualdades" promovido pela Câmara e financiado pelo poder central, quem me pode informar? 

 

"Denunciar e combater os problemas sociais (desemprego, exclusão social, falta de apoio à juventude, aos idosos e deficientes, etc.)".

A Câmara Municipal de Viana do Alentejo não tem um plano de acção concreto, como vimos por exemplo no caso do desemprego, muitas das questões onde devia ser parte da solução, prefere apontar o dedo e nada fazer para resolver problemas sociais profundos e onde se esperava que pudesse assumir responsabilidades e políticas eficazes, mas é sempre mais fácil culpar o governo não é? Pura demagogia. 

A política social de apoio aos idosos não é só oferecer alguns almoços, levar uns tantos a passear e dar uns trocos para as associações. Políticas sociais para este grupo passa por políticas sustentadas de saúde, habitação, educação e ocupação dos tempos livres.

A política de apoio à juventude da Câmara é o quê? Dar bolsas de estudo a estudantes independentemente da situação económica e social da sua família? Tratar de modo igual situações diferentes não é uma boa solução. Dar umas massas para as associações de jovens é bom? É porreiro, mas é insuficiente, política séria de juventude prende-se com criar oportunidades de emprego para jovens, baixar as taxas municipais, criar ofertas de formação profissional, de habitação a custos controlados, apoio às rendas, ocupação de tempos livres, baixar as tarifas, criar respostas sociais de apoio à família como creches e A.T.L.'s para os filhos.

 

2.ª parte: em situação de grave emergência social, o que fica por fazer

A Associação Nacional de Municípios Portugueses apoia uma série de presidentes de autarquias que estão a implementar medidas de respostas de emergência para combater a crise do desemprego, da pobreza e da exclusão social. Desde Viseu, Boticas, Óbidos, Ponta Delgada, Tomar, Ferreira do Alentejo, Estremoz, etc. tomaram medidas de apoio à economia com redução de impostos (IMI, IMT, Derrama); criaram bancos de medicamentos; bancos de roupa, dão refeições à população mais carenciada; reduzem até 50% as taxas municipais de habitação para os casais jovens; promovem campanhas de voluntariado; baixam o custo de licenças camarárias, diminui o preço da água, baixam as rendas da habitação social, etc. etc.

Em Viana do Alentejo quais são as respostas urgentes para apoiar os mais fracos e uma classe média em dificuldades socio-económicas? Desconheço.

 

3.ª parte: em síntese

Hoje, não existe uma cobertura adequada de serviços e equipamentos no concelho. Vemos como em Aguiar não há creche para crianças, os idosos de "centro de dia" têm de ser transportados diariamente para Viana com os incómodos que isso acarreta.

Os técnicos e agentes da área social não são valorizados nem alvo de acções de qualificação/formação adequadas.

A Câmara não assume qualquer responsabilidade em termos de descentralização de competências sociais.

Muitos são os problemas sociais no concelho identificados pela Segurança Social, a Câmara mostra-se incapaz de se candidatar a programas nacionais ou comunitários para recolher fundos de modo a combater a pobreza e lutar contra a exclusão social. Não há uma estratégia de investimentos públicos no 3.º sector de modo a criar postos de trabalho na comunidade, nos jovens licenciados com cursos de ciências sociais e em particular para mulheres desempregadas com baixas qualificações.

É visível uma incapacidade de articular intervenções e cooperar profundamente com as I.P.S.S. do concelho porque não há um rumo definido nem um projecto de futuro onde estas instituições se revêm. Claro que o suporte financeiro atribuído através dos subsídios a estas organizações é importante para evitar o seu estrangulamento financeiro, daí a anuência de alguns "yes man" apesar de todos saberem que nem com GPS se encontra um caminho para esta gestão prejudicial para o concelho.

O planeamento e avaliação de políticas sociais são meras palavras num campo lexical cada vez mais gasto por esta gestão da CDU que tarda em apresentar resultados prometidos na campanha eleitoral.

publicado por polvorosa às 13:46

O executivo camarário, lê engole em seco, fica de boca aberta e dizem uns para os outros. Por esta leva vamos para o inferno.
Anónimo a 29 de Janeiro de 2009 às 00:18

Mais de 90% do texto é completamente afastado da realidade e nem sequer merece comentários. Dar resposta a estas barbaridades já será dar-lhe a importância que não têm. Mais uma tentativa de branquear politicas desastradas do governo e tentar atribuir responsabilidades a quem não as tem.
Anónimo a 31 de Janeiro de 2009 às 01:32

1.º Pode dizer-me quais são os 10% verdadeiros?
2.º Foi o governo que fez aquelas promessas eleitorais colocadas no material propaganda da cdu viana nas autárquicas de 2005?
polvorosa a 31 de Janeiro de 2009 às 12:56

Meus senhores, não atirem a bola para as pitas, não falem de politica nacional quando o que estamos é a falar do que se passa cá na nossa terrinha. Eu até ia votar na CDU se fosse à sua volta que se juntassem as vontades da mudança. Estes senhores têm muitíssima responsabilidade na triste estado em que o nosso Concelho se encontra. Porque são manifestamente incompetentes, «obviamente demito-o(s)»
Anónimo a 31 de Janeiro de 2009 às 19:00

Visitem o site desse tal movimento e confirmem eles estão lá todos, o eterno candidato Sr. Bernardino Pinto ( é o melhorzinho) em seguida e tal como se previa uma casa cheia de Zicos , eles prometeram vingança e ai estão eles, o tal Sr. . polvorosa um homem do norte conhecedor profundo do nosso concelho depois conta-se pelos dedos de uma só mão as caras novas, elas são duas jovens de Aguiar , pois só agora atingiram a maior idade, o resto é mais do mesmo, todos ex. candidatos do PS todos eles derrotados mais que uma vez, e para quem não sabe, todos os nomes que vou mencionar pertenceram e ou pertencem á derrotada lista do PS, Rui Gusmão, Rute, Viegas, Pisco, Grave, o grande Potes Pacheco, Luis Branco, mais conhecido por Bife, o próximo candidato por Alcáçovas João Pereira ou mais conhecido por Gainho , e pronto se me esqueci de alguém , não foi com certeza de nenhum independente, pois eles não estão lá. há faltam lá os nossos eternos perdedores a Gabriela, que se fez representar pelo seu filho, e o J. Beijinho que não tem descendentes para o representar. Resumindo " Unidos pelo PS " ou seja pela sua cor politica ou por vingança do passado. O que será que isto pode dar de bom para o nosso Concelho?
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2009 às 13:44

O seu comentário é infeliz pelo seguinte:
revela desprezo por novos residentes no concelho;
menospreza a participação dos jovens na discussão pública dos problemas e soluções locais;
mostra desconfiança por um processo de abertura à sociedade civil e a maior transparência possível;
esqueceu-se de falar no estalinismo das direcções do pcp denunciado esta semana pelo sr. presidente do municipio de Sines, provavelmente aqui é igual;
ao falar apenas em nomes esqueceu-se do mais importante - as Ideias;
ao contrário do directório concelhio da cdu, as decisões do movimento são claras, quem quiser pode aderir a este movimento, está quem quer e pode, todos têm uma palavra a dizer, todos contam.
É por estas e por outras que o nosso concelho está no estado que está, felizmente agora vislumbra-se uma alternativa credível.
Na próxima semana mais dois encontros, inscrevam-se para mudar o rumo desta política local. Um futuro melhor em Viana do Alentejo é possível sim sr.

obrigado por ajudar a divulgar o nosso transparente site.
polvorosa a 1 de Fevereiro de 2009 às 14:45

Desde há muito tempo que sabia o ódio que destilam sobre certas pessoas, exactamente contra o discurso oficial do PCP quando estes partido fala sobre tolerância.
É por isso que no nosso movimento transparente e aberto a todos, de porta aberta é possível mostrar que somos diferentes, nas ideias e nos comportamentos.
Tenho a certeza que os vossos procedimentos são completamente diferentes, de porta fechada e envergonhados de mostrar alguns dos seus apoiantes que se têm alapado à babuje dos recursos da autarquia, pagos com os impostos de todos nós.
De todos aqueles que apontam o dedo inquisidor, nenhum esteve no poder. Os senhores agora trémulos, desorientados usam de práticas fascizantes para dividirem ainda mais a nossa comunidade.
Quem são os senhores para dizerem que este é bom e o outro não presta. O que interessa é a pratica de quem está no poder. Transparência de procedimento e igualdade de tratamento para todos.
É esse o exemplo que queremos dar com a nossa candidatura, que todos saibam o que andamos a fazer.
Connosco não haverá Vereador no pelouro de obras municipais, simultaneamente com gabinete de arquitectura na privada.
"Um caso de polícia".
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2009 às 18:05

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links