Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

11
Jan 09

No Jantar-convívio do "Movimento Unidos pelo Concelho de Viana do Alentejo" vi mais de 200 pessoas de pleno direito a acreditar que é possível fazer melhor.

Vi muitos avós, pais e filhos optimistas a pensar num amanhã com mais qualidade de vida e mais oportunidades, muitas mulheres e jovens.
Vi uma coesão forte em torno de um projecto realista e sustentável para pessoas e território.
Vi gente conscientes dos desafios mas com força e coragem para enfrentar as dificuldades.  
 
Ouvi um discurso bem redigido, com um rumo, onde se destaca o envolvimento das pessoas, onde todos os homens e mulheres contam, com diversas formas de promover a participação adaptada aos contextos de cada pessoa. Vi o início de um processo participado  de desenvolvimento onde todos contam, onde ninguém está excluído e têm um papel concreto naquela grande equipa.   
 
Vi pessoas independentes, sérias e competentes, da esquerda à direita, unidas com disponibilidade e vontade de dar o seu contributo, com força de vontade dar o máximo para passar à acção política.
 Vi muitos representantes de Associações do Concelho motivados e acreditar neste projecto.
 Vi militantes influentes do PS a dar o seu apoio a um movimento de cidadãos independentes do concelho de Viana do Alentejo que querem criar melhores condições de vida para as suas famílias e tornar o seu território mais atractivo.
 
Vi um projecto interessante, vi o início de um novo ciclo, vi inovação, vi uma nova esperança para quem vive ou trabalha em Viana do Alentejo, Alcáçovas ou Aguiar. 
publicado por polvorosa às 09:40

Concordo plenamente, também vi isso tudo! E espero ver muito mais no futuro!
Cumprimentos,

Roberto Vinagre
comoasmares a 12 de Janeiro de 2009 às 00:14

Vamos todos trabalhar para que isso possa ser uma realidade. Com transparência, espírito de equipa, humildade e dar voz especialmente àqueles que têm sido manipulados até aqui,como instrumento de promoção social do directório político local.
Anónimo a 12 de Janeiro de 2009 às 01:42

Caro Roberto.
Na minha opinião, acho que há condições para unir capacidades para construir uma solução programática local e uma lista credível para apresentar a sufrágio.
Agora é trabalhar e "dar fogo à peça".
Um abraço.
polvorosa a 12 de Janeiro de 2009 às 12:58

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links