Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

11
Mar 11

 

 

 

Hoje, 11 de Março aconteceu mais uma catástrofe natural, um sismo de 8.9 na Escala de Richter, seguido de onda com 10 metros destruiu algumas cidades do Japão, fez centenas de mortos, feridos e desalojados. Seria muito pior se os japoneses não fossem um povo habituado aos sismos e com construções anti-sísmica, como aconteceu por exemplo no Haiti. A Natureza mostrou novamente como a vida humana é mesmo muito frágil perante a sua força.

publicado por polvorosa às 18:42
tags:

10
Mar 11

 

 

Para quem gosta de deitar areia para os olhos dos outros e diz que nada acontece, é bom ver aqui como estão a decorrer várias acções de participação para envolver a população. Quem quiser pode dar o seu contributo, deixe a sua opinião, crítica ou reflexão na caixa de comentários deste blog ou envie para a caixa de correio electrónico polvorosa@sapo.pt.

 

O 1º Fórum para o Desenvolvimento e Sustentabilidade do Concelhopassou relativamente despercebido,  para  obter mais informação entrar nesta ligação.

publicado por polvorosa às 19:38
tags:

 

publicado por polvorosa às 19:21

 “O Turista * Sexta-feira,  11 de Março * 21:30 Horas 

 

 

País: E.U.A

Género: Acção, Drama

Duração: 103 min.
Classificação: M/12
Realização: Florian Henckel

Intérpretes: Johnny Depp, Angelina Jolie, Paul Bettany

 

Sinopse:

Frank Tupelo (Johnny Depp) é um turista Americano que está a viajar por toda a Europa, como forma de curar o seu coração destroçado. No comboio que o leva de Paris a Veneza, conhece Elise Clifton-Ward (Angelina Jolie), uma misteriosa mulher que intencionalmente cruza o seu caminho. Com a belíssima cidade de Veneza como cenário, o romance entre estas duas personagens rapidamente evolui, ao mesmo tempo que se vêem envolvidos num perigoso jogo do gato e do rato.

 

 


 

 

 “O Amor é Melhor a Dois * Domingo,  13 de Março * 16:00 Horas 

 

País: França

Género: Comédia

Duração: 100 min.
Classificação: M/12
Realização: Dominique Farrugia, Arnaud Lemort

Intérpretes: Clovis Cornillac, Virginie Efira, Manu Payet

 

Sinopse:

Michel (Clovies Cornillac) sonha conhecer a rapariga perfeita através do puro acaso, tal como sucedeu com os seus pais e avós. Vincent (Manu Payet), por outro lado, é um firme crente no velho adágio de que os homens têm o cérebro dentro das calças...

Estes dois amigos de infância, com seus pontos de vista diametralmente opostos sobre as mulheres, descobrem os limites das suas perspectivas quando Angèle (Virginie Efira) e Nathalie (Annelise Hesme) entram nas suas vidas.


Cine-Teatro Vianense
Câmara Municipal de Viana do Alentejo

Horários de Bilheteira:
De quarta a sexta-feira das 14:30H às 17:30H
No próprio dia 1 hora antes do espectáculo/sessão
 
Contacto para reservas:
Telf: 266791007
mail: cine-teatrovianense@cm-vianadoalentejo.pt
 
Todas as reservas devem ser levantadas até meia hora antes do espectáculo/sessão.

publicado por polvorosa às 19:13
tags:

06
Mar 11

 

A difícil situação financeira e orçamental do país, conjuntamente com uma série de situações mais ou menos ilícitas verificadas com o transporte de doentes, estiveram a meu ver na criação do Despacho n.º 19264/2010 que vem determinar que "O pagamento de transporte de doentes não urgentes é garantido aos utentes nas situações que preencham simultaneamente os seguintes requisitos:

a) Em casos que clinicamente se justifique;

b) Em caso de insuficiência económica."

 

Na áreas metropolitanas esta questão passa ao lado, o maior problema verifica-se nos concelhos de interior, com população envelhecida, menos rendimentos e menor instruída, onde há maior distância dos hospitais e clínicas, mas importa não esquecer que quem é pobre e clinicamente precisa mesmo, vai ter direito a esse serviço, isso não está em causa. Não acho justo um rico ter o mesmo direito de um pobre e deixar o seu Mercedes no parque de estacionamento para apanhar o transporte pago por todos nós, também não gosto de saber que o dinheiro dos contribuintes, onde me incluo, serve para algumas corporações fazerem usos indevidos dos financiamentos públicos através de engenharia financeira. Infelizmente não é possível dar tudo a toda a gente, estamos em tempo das vacas magras, é necessário acabar com desperdícios, mesmo sabendo que vai haver justos a pagar pelo pecador.

 

Até ao momento o critério da insuficiência económica não tem estado a ser seguido, apenas a justificação clínica feita pelos médicos, aqui é que está o cerne da questão, os médicos devem ter sensibilidade e bom senso para com os doentes que verdadeiramente precisam do transporte, eu acredito que futuramente vão ser responsáveis.

 

O Município de Viana do Alentejo, tem tido, a meu ver, uma actuação irreprensível e bastante responsável nesta matéria, reuniu com a Federação dos Bombeiros de Évora, reuniu com o coordenador clínico do Centro de Saúde, reuniu com a Administração Regional de Saúde do Alentejo, enfim, colocou-se do lado da solução e envolveu-se proactivamente na procura de um entendimento que possa ser favorável a todas as partes, nomeadamente, Cidadãos que verdadeiramente necessitam do transporte, Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo que tem um papel e mérito fundamental no concelho que certamente não se esgota no transporte e Governo que deve ser visto como um aliado.

 

Os rabiscos da CDU designada "moção", obviamente foram chumbados por uma bancada onde estão pessoas ligadas à área da saúde e facilmente desmontaram os argumentos maniqueístas de politiqueiros profissionais como o Sr. Estêvão Pereira que devia sim explicar a nuvem duvidosa por si criada em redor dos lotes na zona industrial. A "moção" da CDU, mais não são do que acusações grosseiras que visam criar fantasmas, está escrito naquela coisa "centenas de doentes perderam transporte em Viana do Alentejo" e "ARS Alentejo pressiona e ameça médicos caso passem credenciais de transporte" é de uma irresponsabilidade total, quando perguntei por casos concretos que tivessem conhecimento, zero. Há uma falta de bom senso gritante na oposição, apenas visam o aproveitamento político-partidário, sem novos rostos nem ideias galvanizadoras para o concelho, viram-se para o Governo do Eng.º Sócrates, à boleia, tentando com isso retirar beneficíos políticos ao mesmo tempo que não falam dos esqueletos que tinham no armário.   

publicado por polvorosa às 16:32

Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links