Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

19
Nov 08

Para além das gaffes evidenciadas nas frases sobre o casamento ser exclusivamente para procriação; a irresponsabilidade da subida do salário mínimo nacional; as obras públicas e o desemprego na Ucrânia e em Cabo Verde; o silêncio sobre a crise do B.P.N.; o silêncio sobre o que se passou na Assembleia da Madeira; a Comunicação Social não poder seleccionar as notícias que publica. Agora a cereja em cima do bolo deixou Portugal em polvorosa: em Portugal temos de parar 6 meses a Democracia para fazer as Reformas necessárias? Desculpe, podia repetir...

Satisfaçam-me esta dúvida: que leitura política os militantes e simpatizantes do P.S.D. fazem destas declarações da líder do maior partido da oposição ao Governo? Começo a achar estar ali um gritante erro de casting.

publicado por polvorosa às 14:12
tags:

Tão bem que a Senhora estava.
Obrigaram-na a falar, agora é só asneiras atrás de asneiras.
José Rocha a 19 de Novembro de 2008 às 15:22

nem 8 nem 80!
polvorosa a 19 de Novembro de 2008 às 17:37

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links