Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

27
Ago 08

A eleição presidencial nos Estados Unidos da América será a 4 de Novembro de 2008. As eleições norte americanas são tão importantes que todos os cidadãos do mundo deveriam poder votar nelas. Ontem mesmo Hillary Clinton deu o seu apoio a Barack Obama para ao mesmo tempo derrubar John McCain. Hillary pediu aos seus apoiantes para votar Obama, não esquecer que metade dos 18 milhões de apoiantes que votaram Hillary Clinton nas primárias não apoiam Obama, 20% dizem mesmo votar em John McCain, por isso todo este esforço.

Os serviços de segurança evitaram um atentado contra Obama, um grupo de três pessoas toxicodependentes e segregacionistas raciais tinham um plano para abater o candidato, será que não haverá nos states uma conspiração para abater o candidato mestiço?

O escolhido para vice-presidente da candidatura democrata é Joe Biden de 65 anos. Este é senador desde 1973, actualmente presidente da comissão de Negócios Estrangeiros do Senado e figura central da política norte-americana. Sabe muito de política externa, é um excelente orador, representa as pessoas da classe média, ainda assim cometeu um erro no seu discurso, por exemplo, quando disse que Obama era o primeiro afro-americano "bonitinho e limpinho", mas está tudo sanado, o candidato perdou-lhe essa tirada infeliz.  

Obama percebeu o impacto das novas tecnologias de informação e comunicação na política, tem um excelente sítio na internet, blogue, multimédia, donativos via web, telemóveis, contudo, como bem demonstra Andrew Keen em "O Culto do Amadorismo" as vitórias na política não se fazem só à conta das tecnologias, importa não descurar os meios de comunicação tradicionais, mas sobretudo a força das ideias, programas e valores. Neste momento as sondagens dão a democratas e republicanos um empate, mas como andam as coisas na política internacional com a crise no Cáucaso envolvendo a Rússia, com esta a admitir uma nova Guerra Fria, tenho a certeza que não há vencedor antecipado e tudo pode acontecer até 4 de Novembro. 

publicado por polvorosa às 12:06
tags: ,

Sarah Palin é a vice-presidente da candidatura do Republicano John McCain. A ideia é chegar ao eleitorado de Hillary Clinton que ainda é muito considerável. Será essa uma boa estratégia? Ou a falta de curriculo de Palin vai ser entrave? Acho que a curto prazo está a ser bom para a campanha republicana, mas a médio/longo prazo logo veremos os resultados e capacidades.
Na sua primeira intervenção, Palin disse o seguinte: “Esta semana alguém notou [na convenção democrata] em Denver que Hillary conseguiu 18 milhões de apoiantes. Mas afinal, parece que as mulheres da América ainda não se deram por vencidas”.
Neste link estão 7 sítios para saber mais sobre esta mulher.
http://blogs.publico.clix.pt/eleicoeseua2008/
polvorosa a 30 de Agosto de 2008 às 00:11

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links