Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

31
Jul 13

Palco de grandes acontecimentos históricos, já esteve abandonado, foi ocupado em plena revolução de Abril de 74 e vai agora ser um espaço dedicado à cultura.

 

 

A história do Paço dos Henriques, na vila de Alcáçovas (Viana do Alentejo), é feita de acontecimentos que se balizam entre o orgulho e o constrangimento. Atribui-se a sua fundação ao reinado de D. Dinis e os últimos vestígios de uma verdadeira remodelação datam do século XVI.

Local onde foi assinado o importante Tratado de Alcáçovas, o Paço dos Henriques recebeu, entre outros acontecimentos históricos, casamentos reais, tendo sido ali que D. João II redigiu o seu testamento. Entre os altos e baixos de uma história conturbada, o edifício foi abandonado nos anos 60 do século passado. A revolução de 1974 abriu as portas às cooperativas agrícolas e de produção e foi, entretanto, estabelecimento de ensino, até ter sido adquirido pelo Estado.

Sem recursos para o reabilitar, o imóvel entrou num processo de degradação e só a partir de 2009 o município de Viana do Alentejo decidiu pôr mãos à obra, tendo assinado um contrato de cedência do imóvel com o Estado português, por um período de 20 anos renováveis. Esta situação permite agora ao município promover uma candidatura a fundos comunitários com vista à sua recuperação.

O projecto de arquitectura está pronto. É da autoria do arquitecto José Filipe Ramalho, da direcção regional de cultura do Alentejo, e resulta de um estudo de utilização do Paço dos Henriques, aprovado pela população e que compreende várias valências culturais.

"Um pequeno auditório, um espaço para exposições... Ali ficará também instalado o posto de turismo, uma biblioteca e um núcleo museológico", descreve à Renascença João Pereira, vereador da Câmara de Viana do Alentejo. O autarca refere que "será um espaço dimensionado não só para a cultura local, mas também um espaço interpretativo para quem nos visitar".

Esta velha aspiração da população vai custar 1,2 milhões de euros e João Pereira acredita que vale a pena o investimento por tudo "aquilo que ele pode simbolizar na valorização da nossa cultura e da nossa História". Por outro lado, completa, "pode também vir a ser um motor de desenvolvimento económico no concelho, porque o seu aproveitamento turístico pode constituir uma mais-valia para uma vila do interior como Alcáçovas".

 

visto na página da Rádio Renascença.

publicado por polvorosa às 23:17

27
Jul 13

 

 

publicado por polvorosa às 11:30

25
Jul 13

 

Alcáçovas volta a estar em festa de 26 a 28 de julho, com mais uma edição da Feira do Chocalho organizada pelo Município de Viana do Alentejo em parceria com a Junta de Freguesia de Alcáçovas.



Visto na página eletrónica da Câmara Municipal de Viana do Alentejo.

publicado por polvorosa às 19:25

 

 

Foi aberto ao público, na passada semana, o Parque Infantil da Cooperativa de Aguiar, orçado em cerca de 26 mil euros.

 

A referida estrutura foi renovada por equipamentos infantis e piso novos. Esta intervenção deveu-se ao facto deste local se encontrar severamente degradado e apresentar riscos de segurança para os seus utentes, pelo que, neste momento, todas as condições de segurança, de recreio e lazer estão garantidas.

Estes equipamentos são dirigidos para as crianças entre os 3 e os 12 anos de idade e estão inseridos num pavimento de segurança com uma área de 148m2. Os equipamentos infantis são constituídos por um centro de atividades, um boneco de mola, um pórtico de baloiço duplo e um balancé.

A Autarquia instalou ainda no salão da antiga cooperativa dois aparelhos de ar condicionado de modo a responder à solicitação de alguns munícipes, nomeadamente, aqueles que frequentam as atividades do Clube de Saúde Sénior.

 

Visto na página eletrónica da Câmara Municipal de Viana do Alentejo.

publicado por polvorosa às 19:23

08
Jul 13

 

Ainda está em fase de conclusão, mas as crianças de Aguiar vão ter um espaço requalificado para brincar, com efeito, está para muito breve a abertura dos novos equipamentos do parque infantil no jardim público de Aguiar. Os meninos e meninas que estão a frequentar o programa de tempos livres "Aguiar Summer", certamente irão aproveitar ao máximo estes novos brinquedos, melhores e mais seguros do que os anteriores que já estavam em avançado estado de degradação.

publicado por polvorosa às 23:53

 

publicado por polvorosa às 18:50

06
Jul 13

publicado por polvorosa às 16:21

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links