Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

08
Out 11
Todos os dias são vários milhares os voluntários que ajudam doentes e famílias que passam pelos hospitais e centros de saúde. Este sábado vai reunir-se para fazerem o ponto de situação do trabalho realizado.

A organização do encontro cabe à Federação Nacional de Voluntariado em Saúde. Na TSF, João António Pereira destacou a importância que a formação tem nesta área.

«Embora saibamos que muitos aspectos da formação dos voluntários se adquirem na acção que realizam diariamente, é verdade que há aspectos em que necessitam de estar apetrechados de ferramentas que lhes permitam fazer o bem bem feito», frisou.

Os voluntários, revelou João António Pereira, «são de todas as idades, homens e mulheres, mas são sobretudo pessoas de 50 anos para cima, e cada vez mais com formação de nível superior».

Os voluntários da saúde ligados à federação são cerca de 50 mil mas há muitos outros ligados, por exemplo à Cruz Vermelha ou à União de Misericórdias.

 

Visto no sítio da TSF.

 

publicado por polvorosa às 12:03

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links