Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

16
Nov 10

No Sábado passado foi desenvolvida uma sessão com eleitos na Assembleia Municipal para preparação do Plano de Marketing Territorial de Viana do Alentejo. Ficou clarividente a forte identidade do concelho, as diferenças entre as freguesias que se complementam e tornam o território genuíno. As enormes potencialidades do turismo, do artesanato, gastronomia e desportos ao ar livre. O posicionamento geográfico do concelho é positivo, o facto de existir investimentos elevados (Embraer) próximos de Aguiar / Viana do Alentejo é de valorizar, o facto de estar a ser desenvolvida uma série de documentos estratégicos e processos participativos de planeamento (Agenda 21 Local, Plano Estratégico; Revisão P.D.M.; Plano de Marketing Territorial) permite actualização e ligação entre documentos. A criação e manutenção de postos de trabalho é uma prioridade para este executivo, a atracção de investimento deve ser prioritária, bem como um gabinete de apoio aos empresários proactivo.

 

Os eleitos na A.M. deram os seus contributos, debateram livremente ao sabor de brainstorming liderado por uma equipa do IADE, identificaram pontos fortes e oportunidades para desenvolver o concelho. Um senão, o único eleito da CDU na Assembleia Municipal foi o Presidente da Junta de freguesia de Aguiar, os outros não apareceram para contribuir nem para se manifestar. Ora, este importante documento estratégico não é o Plano de Marketing do PS, nem do Bengalinha, não, é o Plano do concelho de Viana do Alentejo e das três freguesias que compõem este território. Os munícipes têm a ganhar com processos participados e transparentes, os representantes têm obrigação de dar a cara nestas iniciativas fundamentais para o desenvolvimento do concelho independentemente de quem está hoje na liderança. Os cidadãos vão finalmente ser chamados a envolver-se nestes processos participativos, ora aqui está uma boa inovação.

 

publicado por polvorosa às 13:31

Essa classe proletária está habituada a ganhar por cada posta de pescada que atira ao ar, podes esperar sentado se pensas que tas vão dar de graça, preferem ficar com elas a feder na alcofa.
deolindo a 17 de Novembro de 2010 às 01:01

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links