Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

28
Mai 10

Em relação às Piscinas das Alcáçovas, a CDU disse inicialmente que a obra ia ter financiamento comunitário de 65% e financiamento autárquico de 35%, provou-se ser mentira. O executivo CDU do Sr. Estêvão Pereira convocou uma reunião extraordinária de Câmara em 23/04/2009 (Acta n.º 09/2009) com um único ponto: Adequação no Plano Plurianual de investimentos, da descrição relativa à obra de construção da Piscina Municipal de Alcáçovas. Aqui pode ler-se afinal o embuste: “Em termos de financiamento deste projecto, consta do referido Plano Plurianual de Investimento que a obra em causa terá financiamento autárquico de 35% e financiamento comunitário de 65%. Dado que na realidade este investimento não será financiado por fundos comunitários mas apenas por financiamento autárquico, a coluna do Plano Plurianual de Investimentos deverá conter na coluna de financiamento autárquico 100%...”

Quer dizer, quando a obra das Piscinas de Alcáçovas arrancou na prática, já a CDU sabia que não ia beneficiar nada dos dinheiros europeus e mesmo assim avançou.  

 

Foi pedido um empréstimo pelo executivo CDU, para as piscinas das Alcáçovas, para a obra da piscina coberta de Viana do Alentejo e para Pavilhão Aguiar, mas incompreensivelmente deixaram esse empréstimo que esteve activo durante dois anos caducar, não fizeram as obras no tempo indicado, não beneficiaram do dinheiro disponível pelo Banco.

O empréstimo caducado ainda durante o mandato da CDU, levou a que o actual executivo do Sr. Bengalinha Pinto, quando tomou posse tivesse que utilizar dinheiro disponível na Câmara levando à sua descapitalização, enquanto o processo de reactivação dos empréstimos faz agora o trâmite administrativo e legal. Inclusivamente a CDU não contemplou no projecto os arranjos exteriores o que aumentou ainda mais o seu custo. As piscinas das Alcáçovas que entretanto foram avançando e hoje estão praticamente concluídas, vão inaugurar brevemente. A pergunta é se a Câmara da CDU tinha assim tanto dinheiro como se diz, porque é que afinal pediu esse empréstimo? A bota não bate com a perdigota.

 

Agora, a Câmara liderada pelo Sr. Bengalinha Pinto vai tentar reactivar esse empréstimo porque a CDU não conseguiu fazer a obra a tempo, não soube aproveitar quando o dinheiro dos empréstimos bancários estava mais acessível, quando os juros e taxas cobradas eram mais baratos. E ainda vai ter de se sujeitar a novo visto apertado do Tribunal de Contas que ninguém garante à partida ser positivo.

A gestão danosa do Sr. Estêvão Pereira pode ter comprometido a feitura das Piscinas Cobertas de Viana e o Pavilhão de Aguiar. A minha dúvida nesta trapalhada toda da CDU ter deixado caducar os empréstimos é, se foi simples incompetência ou se foi maldade para os que viessem a seguir?  

publicado por polvorosa às 22:17

Muito bem!
O Sr. Estêvão precisa de ser relembrado das argoladas que cometeu e que nós, mais tarde ou mais cedo, iremos paga..
Relativamente aos complexo de piscinas, umas em Alcáçovas e outra em Viana, digam-se se souberem onde é que existe um concelho com cerca de 5700 habitantes com 2 complexos de piscinas.
Quanto é que isto tudo, para além do investimento inicial, vai custar por ano?
Não há mais nada onde gastar cerca de 5 000 000 de euros, num concelho e num país pobre?
Mas a culpa não morre solteira, tudo isto também teve a bênção do camarada Penetra, agora presidente da Câmara de Alvito.
Para esse senhor gostaria de lhe perguntar:
1 - tendo ele sido vereador do urbanismo durante 14 anos, porque é que Viana está toda esburacada e Alcáçovas tem os pavimentos em razoável estado de conservação?
2 - Também vai fazer umas piscinas em Vila Nova da Baronia e umas cobertas em Alvito?


Anónimo a 29 de Maio de 2010 às 00:29

Bem explicado, acho que é talvez o post que melhor ilustra o que realmente se passou com o "balurdio" de dinheiro que o anterior presidente deixou na camara em emprestimos supostamente aprovados. Quanto á pergunta... é dificil decidir, a gente sabe que foi incopetência, mas agora vendo bem as coisas também pode ter sido maldade... mas teria o elenco competência para isso?
peixebanana a 29 de Maio de 2010 às 10:38

Haja alguém que diga ao anterior presidente da camara de viana que a campanha eleitoral já passou e que ele perdeu as eleições.
O homem, que agora é vereador, leva o tempo a dizer o que fez e o que não fez nos seus 16 anos, num blogue à sua imagem...
Diz que fez muito e que o povo é estupido porque não votou nele, mesmo fazendo tanta coisa.
O que eu gostava mesmo era que ele dissesse alguma coisa sobre a confusão dos empréstimos que deixou caducar, como podemos ler na acta 06/2010 da reunião de câmara de 17/03/2010, no site da câmara.

Diga lá sr. vereador
Anónimo a 29 de Maio de 2010 às 12:44

ESSA DOS EMPRESTIMOS CADUCADOS NÃO FOI CULPA DO ANTERIOR EXECUTIVO. JÁ COMEÇOU A ALDRABICE. VÁ JOÂO CONTA LÁ A VERDADE.
Anónimo a 29 de Maio de 2010 às 16:37

http://www.cm-vianadoalentejo.pt/NR/rdonlyres/5722870D-F2DB-4D4F-A2C2-3FE764645333/0/acta06_2010.pdf
Ler por exemplo na folha 20 :

"..Proposta de aprovação de adenda ao contrato de empréstimo de 802.413,00 € - O contrato de empréstimo número 9015/002356/487/0019, até ao montante de 802.413,00 € foi destinado à obra de Construção das Piscinas Municipais de Alcáçovas...."

A cláusula 5.ª do referido contrato de empréstimo estipula que o período de utilização da verba são os primeiros 24 meses do prazo. Assim, não tendo sido utilizada qualquer verba por conta deste empréstimo, caducou em 7 de
Dezembro de 2008 o respectivo período de utilização"..

Mais à frente na folha 21:

"Ponto vinte e sete) Proposta de aprovação de adenda ao contrato de empréstimo de 2.500.000,00 € - O contrato de empréstimo número 9015/005530/691, até ao montante de 2.500.000,00 € foi destinado às seguintes obras:
- Piscina Municipal de Alcáçovas – 300.000,00 €;
- Piscina Coberta de Viana do Alentejo – 1.100.000,00 €;
- Pavilhão Desportivo de Aguiar – 1.100.000,00 €.
A cláusula 5.ª do referido contrato de empréstimo estipula que o período de utilização da verba são os primeiros 24 meses do prazo. Assim, não tendo sido utilizada qualquer verba por conta deste empréstimo, caducou em 12 de
Outubro de 2009 o respectivo período de utilização"...

ONDE É QUE ESTÁ A ALDRABICE: A única que se sabe, é que o Estêvão e os seus amigos abrem a boca dizendo que deixaram a Câmara cheia de dinheiro, mas afinal deixaram a Câmara de Tanga.

Contraíram empréstimos, acabaram por não levantar o dinheiro, deixando CADUCAR os empréstimos passados 2 anos - essa é que é a verdade.

O Sr. Estêvão Pereira pode muito bem confirmar o que vem relatado nas actas.
Anónimo a 31 de Maio de 2010 às 02:21

Sr Polvorosa: você é a máquina de propaganda do regime. Começa-lhes a faltar o ar e agora já dizem que a Câmara ficou de tanga. Mostrem lá essas obras. Ou tenham a coragem de dizer á população que não têm capacidade para as fazer.
Anónimo a 6 de Junho de 2010 às 23:41

Caro Amigo,

Para entrar no funcionalismo público autarquico não precisa de escrever isto!!!

Foi como disse, no outro dia, vc parece o braço armado do PS...

Anónimo a 31 de Maio de 2010 às 19:02

Lol. É Braço Armado do PS pois, e como os favores tem que ser pagos, à conta disso já tem o lugar de Sociólogo prometido na câmara!!! hehe, enfim diziam dos outros mas até agora ainda não entrou ninguem para a câmara que não tivesse dado a cara pelo tal movimento.... bengalinha tem cuidado com quem te rodeia, tens 4 anos para mostrares o que vales, e tens uma grande responsabilidade em cima, por isso toma táto!
Sverdlosk a 4 de Junho de 2010 às 13:16

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links