Azáfama; grande atividade; agitação; rebuliço.

22
Abr 10

Sessão de Esclarecimento/formação sobre o Tratado de Lisboa

* Sexta-feira, 23 de Abril * 18 Horas Sessão aberta a toda a população e dinamizada por uma formadora do Centro de Informação Europeia Jaques Delors. Organização: Centro de novas oportunidades Terras Dentro

 


“Cartas a Uma Ditadura” * Sexta-feira, 23 de Abril * 21:30 Horas  País: Portugal, França Género: Documentário Realização Inês de Medeiros Duração: 60 min. Classificação: M/12 Sinopse: Documentário de Inês Medeiros que revisita a memória dos anos do salazarismo através do olhar e testemunho de várias mulheres, de diversos extractos sociais, que, em 1958, foram convidadas a manifestar o seu apoio a Salazar, em cartas laudatórias, a pretexto da primeira crise que abalou a ditadura, aquando da campanha do General Humberto Delgado. Desde as mais fervorosas defensoras do ditador até às mais comedidas ou simples, em quem a propaganda surtia outro tipo de efeito, "Cartas a uma Ditadura" desmonta o regime e as suas estratégias de perpetuação. (Informação retirada em: http://cinecartaz.publico.clix.pt/filme.asp?id=200094#)

 


 

“Contrabando” * Sábado, 24 de Abril * 22 Horas CONTRABANDO

 

 

Estilo musical: ALTERNATIVA País, cidade: PORTUGAL, Evora Editora: Ambiguae Edições Homepage: http://contrabando.com.sapo.pt Elementos: Carlos Menezes - Contrabaixo , Guitarra Baixo Henrique Lopes - Guitarra Eléctrica , Guitarra acústica , Outro Nuno Cabrita - Guitarra acústica , Voz Masculina Valter Passarinho - Percussão Luis Salgado - Bateria Rui Travasso - Clarinete , Saxofone Sub-Estilos: Acoustic , Ballad , Cult , National Folk Outras Influências: Fausto, Jose Mario Branco, Jose Afonso Contrabando é o nome dado a este grupo musical que orienta a sua intervenção pela revivência da música popular portuguesa, cuja sonoridade deverá surpreender pela novidade, através da apresentação de melodias originais, que redesenham as palavras de importantes autores da língua portuguesa, e ao mesmo tempo, pelo velho reconhecimento dos sons tradicionais. Fresta (2000) e coisas do ser e do mar (2008), são os títulos dos trabalhos editados por este grupo. O Contrabando, como projecto musical, juntou desde o seu início músicos que estabelecem e redefinem à sua maneira uma determinada continuidade no tempo dos instrumentos e sonoridades tradicionais, recriando, numa simbiose perfeita, contemporânea, através do recurso a melodias e esquemas de escrita originais, as palavras de autores como Camões, Fernando Pessoa, Agostinho da Silva, José Gomes Ferreira e outros. Intimamente ligados ao Alentejo, os músicos traduzem este facto numa incidência de ambiências, sons e instrumentos da região, como é o caso da utilização da viola campaniça. No entanto, num mundo global e actual, todo este legado é traduzido dentro da sua própria linguagem e das suas próprias circunstâncias, também globais, sendo assim, constantemente visitados todos os sons e locais privilegiados onde a música popular portuguesa se reencontra, no mundo. O material discográfico deste grupo resulta dessa fusão e pressupõe a sua audição como constatação dessas intenções subjacentes. A sua originalidade e a recuperação de instrumentos e sons tradicionais, determinam o virtuosismo e a oportunidade do seu trabalho, a razão da sua existência. Nesse imenso universo das artes, mágico e volátil, nesse incerto mundo dos sons, foram todos os músicos e técnicos envolvidos, todos os que directa ou indirectamente deram voz, cor e som a este trabalho, que geraram esta obra, dando e esperando o seu melhor. Eles são, quanto baste, a razão da sua própria existência e de todos os que n os inspiraram com a sua arte. (Informação retirada em: http://palcoprincipal.sapo.pt/contrabando)

 


 

“Sérgio Godinho” * Domingo, 25 de Abril * 17 Horas

 

Sérgio Godinho (Porto, 1945) é um poeta, compositor e intérprete de canções português. Além de autor, compositor e cantor é, um pouco à imagem do personagem da sua canção “O Homem dos 7 Instrumentos”, artisticamente multifacetado, sendo actor com diversas participações em filmes, séries televisivas e peças teatrais, dramaturgo, com assinatura de algumas peças de teatro e ainda realizador, entre outras actividades. (Informação retirada em: http://palcoprincipal.sapo.pt/bandasMain/sergio_godinho/sobre) Câmara Municipal de Viana do Alentejo

publicado por polvorosa às 13:32
tags:

Contador
Correio electrónico:
polvorosa@sapo.pt
comentários recentes
Deslize ou talvez não a despedida não é inédita. "...
"De lembrar que no contexto mais difícil desde que...
Respeito o seu comentário, mas eu cá acho que foi ...
Achei descabido a alusão a Eusebio no discurso da...
Estatisticas de funcionários nas autarquias a níve...
pesquisar neste blog
 
links
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links